OPAS realiza reunião sobre educação interprofissional
10 de dezembro de 2017
Abef colabora com consulta pública sobre proficiência – leia a Nota oficial
4 de Fevereiro de 2018

Prezada(o) Associada(o)

 

O ano de 2017 chega ao seu final e é importante refletir sobre nossa jornada e sobre a realidade em que vivemos.

A Educação Farmacêutica esteve diante de dois grandes desafios este ano: a publicação de novas Diretrizes Curriculares (DCNs) e o avanço da educação a distância (EaD) nas graduações da saúde. A Abef, em 2017, envolveu-se profundamente no debate e nas ações relacionadas às novas DCNs em Farmácia e às graduações totalmente a distância na área da saúde.

Quanto as DCNs, a participação na audiência pública promovida pelo Conselho Nacional de Educação, as discussões realizadas no Conselho Nacional de Saúde (CNS), ou junto às instituições parceiras como o CFF e Fenafar, resultaram na representação da categoria farmacêutica para influenciar os rumos da formação em Farmácia no Brasil. As DCNs  em Farmácia foram publicadas em outubro e, agora em dezembro, o CNS publicou resolução com “princípios gerais a serem incorporados nas DCN de todos os cursos de graduação da área da saúde”.

Dois mil e dezoito chega com a renovação dos desafios, necessitando que mobilizemos professores, estudantes, trabalhadores e instituições para construir coletivamente os princípios para interpretação e implementação das DCNs nos mais de 600 cursos de graduação em Farmácia no Brasil. A mobilização de todos será fundamental para que os cursos propostos resultem em uma formação de qualidade, capaz de consolidar a identidade profissional expressa no perfil do egresso.

Além disso, a Abef integrou o movimento de posicionamento contrário aos cursos de graduação totalmente EaD, em conjunto com outras associações de ensino, conselhos profissionais na área da saúde, sindicatos e federações. Atuando no debate junto ao CNS e divulgando as informações por meio de sua página, a Abef está em luta permanente para reivindicar a regulamentação do uso da EaD de uma forma que apoie as ações pedagógicas nas graduações, mas preservando que a modalidade das graduações em saúde seja presencial, promovendo uma educação de qualidade dos profissionais de saúde.

Educação e saúde como direitos estiveram no centro da atuação da Abef em 2017 e precisam estar na pauta de luta de todos nós em 2018.

Para que 2018 seja um ano onde a Abef consiga consolidar as estratégias em defesa da educação farmacêutica de qualidade, lembramos a importância de todos os associados colocarem em dia suas anuidades e de trazermos novos associados para a Abef. Em um contexto em que vemos tantos retrocessos na educação, na saúde, no trabalho, na ciência e ainda em outros setores da sociedade, o fortalecimento da nossa entidade é vital para que novas conquistas aconteçam no próximo ano.

Agradecemos a todos que, em 2017, atuaram junto com a Abef em busca de uma educação farmacêutica de qualidade, de uma sociedade mais justa, por um Brasil democrático e soberano. Desejamos aos nossos honrosos associados Boas Festas e que em 2018 estejamos juntos, realizando o que sonhamos!

 

Diretoria da Abef

 

Os comentários estão encerrados.

Cadastro de Associado